A ANAJUSTRA agora é ANAJUSTRA FEDERAL. Entenda.
Comunicado: ação das alíquotas da previdência
16/06/20 10:47 Fonte: Assessoria jurídica

ANAJUSTRA Federal ingressa com agravo interno contra suspensão de liminar.

A assessoria jurídica da ANAJUSTRA Federal informa que a Fazenda Nacional ajuizou Pedido de Suspensão de Liminar contra decisões liminares proferidas pelos juízos da 1ª, 2ª e 9ª Varas Federais da Seção Judiciária do Distrito Federal, nas quais foi deferida tutela de urgência para suspender a aplicação do art. 11 da Emenda Constitucional nº 103/2019 (progressividade das alíquotas de contribuição previdenciária), remanescendo a cobrança no percentual de 11% para os representados/substituídos das entidades de classe autoras.

Diante do acolhimento do pedido da Fazenda Nacional, por decisão monocrática do desembargador presidente Italo Fioravanti Sabo Mendes, do TRF da 1ª Região, a assessoria jurídica da associação, através do escritório Ibaneis Advocacia, prontamente ingressou com agravo interno contra a decisão proferida, requerendo que seja conhecido o presente recurso e, no mérito pela improcedência da Suspensão de Liminar apresentado pela União (Fazenda Nacional).

Leia o agravo

Ressalta, ainda, que a decisão proferida pelo presidente do TRF da 1ª Região, apenas suspendeu os efeitos das liminares que haviam sido concedidas contra o aumento das alíquotas da previdência trazidas pela EC 103/2019, não havendo em se falar de reposição ao erário de valores porventura recebidos pelos servidores durante a vigência da tutela provisória.

Enquanto isso, a assessoria jurídica da entidade acompanhará a matéria que será debatida perante o STF, cuja previsão de julgamento em plenário virtual das ADI’s 6254, 6255 e 6528, tem pauta marcada para o dia 19/06.

Acessos: 28980
Filie-se a Anajustra

Você ainda pode ler este mês

Valorize o conteúdo feito especialmente para você, servidor do Poder Judiciário.

Já é associado ? Faça seu login e desbloqueie todos os conteúdos do site

Filie-se a Anajustra

Conteúdo exclusivo

Associado, para continuar lendo, faça seu

Ainda não é associado?

Faça parte da maior entidade
associativa do Poder Judiciário.

Conheça os benefícios