Alerta para a volta do golpe do pecúlio
29/06/18 15:55 Fonte: Assessoria

Associados da ANAJUSTRA devem ficar atentos ao golpe de pecúlio que voltou a circular em várias regiões do país.

Inúmeros associados da ANAJUSTRA têm sido convocados para resgate de crédito acumulado pelo benefício da aposentadoria complementar, cujo plano de previdência privada foi supostamente encerrado. Acontece que, tais informações são falsas e fazem parte de uma série de abordagens golpistas de estelionatários no país. 

A notificação vem sendo recebida pelos associados desde maio, via correio ou e-mail, e informa a existência de um crédito no valor de R$ 69.987,00, mas para resgatar o dinheiro são exigidos dois pagamentos antecipados. Um depósito de 10% sob a quantia prevista referente às custas judiciais e outro de R$ 1.053,00 para o alvará eletrônico de resgate do crédito.

Para dar ares de suposta autenticidade ao ofício, o documento é assinado por uma advogada indicada como diretora da Agência Nacional dos Servidores Públicos.

Muitas pessoas, ao receberem a correspondência acabam ficando na dúvida da veracidade das informações e por vezes suscetíveis a cair no golpe, por isso é preciso redobrar a atenção, alerta Octavio Moura, supervisor de ações da ANAJUSTRA.

“Diversos pontos chamam a atenção para a falsidade do documento como a falta de numeração processual, a não identificação do destinatário e a exigência de depósito prévio para resgate da quantia”, destaca.

A seguir algumas recomendações para evitar cair no golpe: 

O supervisor Octavio Moura lembra que as correspondências seguem sempre o mesmo padrão, pedindo para que o suposto beneficiário entre em contato com urgência para receber altas quantias. "Se o servidor não tiver pagado aos estelionatários, basta ignorar o falso comunicado. Do contrário, é preciso registrar boletim de ocorrência e conversar com um advogado que entrará com uma ação individual em nome do prejudicado", destaca.

No caso de recebimento de um comunicado suspeito, o recomendado é não ligar para os números informados no documento, mas procurar fontes confiáveis que possam confirmar ou desmentir os fatos relatados. 

Acessos: 3229

Navegue pelo assunto:

Previdência