GERAL

VT de Navegantes será primeira do país a receber novo PJe
Fonte: TRT12
  - 04/12/17 09:14

A Vara do Trabalho de Navegantes foi escolhida para ser a primeira unidade trabalhista do país a utilizar a nova interface do Processo Judicial Eletrônico (PJe), nomeada PJe KZ. Desenvolvida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), a novidade pretende atingir maior velocidade e usabilidade através da atualização do ambiente tecnológico. A cerimônia de implantação será realizada no dia 5 de dezembro com a presença de juízes auxiliares da Presidência do CSJT que atuam na coordenação do PJe.

No primeiro momento, o PJe KZ será disponibilizado apenas aos usuários internos – magistrados e servidores. O diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRT-SC, Gustavo Ibarra, explica que essa decisão foi tomada para que se implementasse eventuais correções antes de disponibilizar a interface também a advogados e procuradores públicos.

“Este é um projeto-piloto que precisa passar por testes, por isso a implantação será gradual. Mas não deixa de ser o passo inicial rumo à migração para a nova versão, construída sobre uma plataforma moderna e mais adaptada à realidade tecnológica atual. Considero este um momento histórico”, afirmou Ibarra.

Para preparar os servidores e magistrados para a implantação do PJe KZ, a equipe da Unidade de Suporte Operacional (USO) do Tribunal realizou uma capacitação em Navegantes na última quarta e quinta-feira (29 e 30). Isso se repetirá outras duas vezes até o final do ano, na VT de Palhoça e no Gabinete do Desembargador Gilmar Cavalieri, próximas unidades a receber a nova versão.

Um dos instrutores da USO, o servidor Éder Braulio Leone destaca que, apesar da nova interface ser intuitiva, se o usuário sentir dificuldade poderá retornar para o leiaute utilizado anteriormente. “Por enquanto o uso do PJe KZ não será obrigatório, apenas uma alternativa”, ressalta.

Pioneirismo

O pioneirismo não é novidade para a VT de Navegantes, que há exatos seis anos, em 5 de dezembro de 2011, foi a primeira unidade do país a receber o Processo Judicial Eletrônico. A história se repete com o PJe KZ, que, de acordo com o CSJT, pretende atingir uma melhoria mínima de 30% na performance, principalmente nos quesitos de usabilidade e campo de interação, trazendo benefícios como redução significativa dos cliques feitos pelo usuário, por exemplo.

O nome escolhido para a nova interface reflete inclusive esta preocupação do CSJT com a evolução: KZ é uma abreviação da palavra japonesa “Kaizen”, que significa “melhoria” ou “mudança para melhor”.

Mudança de versão

O PJe KZ funciona na versão 2.0 do PJe, que será implantada a todos os usuários, sem mudança na interface, no próximo sábado e domingo (2 e 3), período em que o sistema ficará indisponível. Os casos urgentes deverão ser levados ao serviço de plantão judicial por telefone.

*Esse texto tem cunho informativo e não, necessariamente, reflete o posicionamento da ANAJUSTRA sobre o tema.
Acessos: 445