ACONTECE NOS TRIBUNAIS

TRTs promovem sustentabilidade e têm resultados positivos
Fonte: Assessoria
  - 05/07/17 10:23

As várias práticas desenvolvidas pelo Poder Judiciário na preservação do meio ambiente estão trazendo melhorias e eficiência nos Tribunais do país. Isso devido a Resolução n. 201/2015 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que trata da defesa do meio ambiente, inclusive do impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação.

Os Tribunais Regionais do Trabalho da 1ª e 5ª Regiões adotaram novas práticas de sustentabilidade, reciclando papéis e reduzindo o consumo de água. Isso levou o TRT da Bahia a ser citado pelo conselheiro Norberto Campelo, durante o IV Seminário de Planejamento Sustentável no Poder Judiciário.

Segundo Campelo, em entrevista ao Regional,  “a otimização dos gastos públicos é o que se busca com a logística sustentável. Os planos de logística sustentável dão maior transparência para os gastos públicos e os tribunais com gastos mais eficientes acabam apresentado melhores resultados e têm produtividade muito maior”.

O TRT da 1ª Região (RJ) lançou, em junho, a campanha “Seu papel é fundamental” buscando reduzir ainda mais o consumo de papel. Em 2016, a redução atingiu 20,83% frente a 2015. Além disso, a coordenadoria de disseminação da segurança no trabalho (CDIS) repassou algumas dicas que ajudaram os servidores a alcançar os objetivos. Confira quais são:

Repensar

Repense a necessidade de impressão. Armazene documentos em arquivos PDF, em vez de imprimi-los. Evite a impressão das páginas com conteúdo desnecessário.

Reduzir

Antes de imprimir, tente redimensionar o conteúdo para caber no menor número de páginas possível. Configure a impressora para imprimir em frente e verso e em qualidade rascunho. Isso ajuda na economia de toner. Refaça a impressão somente das páginas erradas e não de todo o documento.

Reutilizar 

As folhas de papéis não reciclados, impressas apenas de um lado, devem ser depositadas nas caixas coletoras, sem grampo e com a face usada virada para cima. Assim, elas poderão ser reutilizadas para confecção de blocos de anotação.

Reciclar

Depois que repensou, reduziu e reutilizou o papel dos blocos de anotação, chegou a hora da reciclagem. Jogue-o no recipiente apropriado, destinado ao recolhimento, exclusivamente, de papel. A partir daí, poderá ser encaminhado para reciclagem e transformado em novos produtos.

(Com informações dos TRTs 1 e 5)

Acessos: 1555