A ANAJUSTRA agora é ANAJUSTRA FEDERAL. Entenda.


Poesia hereditária: associado compartilha sua história criativa

 13/08/2020    0    0    710  

Mauro de Aguiar é servidor do TRT12 e poeta.

O pai de Mauro Celso Aguiar, servidor do TRT 12, era poeta e escritor. Aos nove anos, além da leitura, a poesia apareceu em sua vida como forma de escrita (fazia redação em formato poético) e de lá para cá, também tornou-se autor de seus próprios versos. “Desde então comecei a exercitar essa capacidade, participando de concursos literários, no início na escola e depois em demais concursos pelos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina”, diz.

Para o poeta Mauro, a concentração é o ponto de partida para a criação poética. “Esse estímulo ou impulso pode ser externo (às vezes a inspiração vem de uma imagem, por vezes de uma palavra, de outras uma situação, ou uma notícia, um acontecimento) ou interno (pode se originar de uma emoção ou de uma sensação). A inspiração vem livre, independente de ser alegre ou triste, e te desafia a construir um texto poético que possa encantar! Posso, talvez, caracterizar meu processo criativo no sentido de qual mensagem que quero passar ou deixar com esse poema e a partir daí colocar em ordem essas imagens, palavras, emoções, sensações e então desenvolver a forma, a linguagem, a técnica da rima, sempre amparado pelos dicionários (companheiros essenciais!) de gramática, rimas, sinônimos e antônimos, a fim de enriquecer o vocabulário, trazendo mais flexibilidade para a linguagem, mas sempre com o objetivo final de “fechar com chave de ouro” (como se diz no meio poético), ou seja, passar a mensagem com emoção verdadeira e significante!”

A poesia de Mauro convida à reflexão, à análise, à meditação, como ele explica, e tem inspiração nas suas próprias experiências. “Lendo as primeiras poesias que se faz e depois as últimas, dá para perceber essa evolução, esse crescimento cultural, social, humanístico, conforme os temas das poesias vão mudando, sendo mais maduros, mais críticos, e ao mesmo tempo também menos inocentes, menos ingênuos, por vezes, infelizmente. Sim, muitas pessoas estão em meus poemas; inclusive tenho um livro (já pronto, mas ainda não editado/impresso) somente de acrósticos (composição poética na qual o conjunto das letras iniciais - e por vezes as mediais ou finais  - dos versos compõe verticalmente uma palavra ou frase), que, no caso, compõem os nomes dessas pessoas que me foram importantes. Há colegas na época da faculdade que me solicitavam acróstico com o nome delas”, afirma.

Poesia publicada

Seguindo o caminho do pai, Adair José de Aguiar, Mauro também compartilha sua produção em obras impressas, seja em coletâneas ou em livros individuais, a exemplo de “Letras, Sons & Rimas – sonetos”, de 2010, pela Editora Gandrei. “Participei do ‘Prêmio Adair José de Aguiar de Fomento à Literatura Indaialense’, promovido pela Fundação Indaialense de Cultura, tendo publicado o livro ‘Perspiração’, ganhador da categoria de poesia (FIC e COMUC - VR Print, 2016). Em 2017 publiquei mais dois livros de poesia, sendo ‘Os Faróis de Alexandria – luminescências’ e ‘Fogo’, ambos pela Editora 3 de Maio. Há mais 11 livros de poesia prontos para editar/imprimir e um livro em andamento ainda (na produção das poesias).”


"Uma mensagem rápida sobre poesia 
A poesia possui características específicas e especiais, quais sejam o caráter lúdico – a polissemia da poesia, suas possibilidades de significações, – a interatividade, a renovação constante da mensagem poética, o seu apelo emocional (dionisíaco) e o seu recurso mnemônico, dentre outros, que a transformam num dos grandes elementos de comunicação. Aliado a esses, há ainda a questão sinestésica, isto é, a poesia gera, a partir do texto, uma imagem mental que culmina por consequência na geração de uma sensação, e, por sua vez, de uma emoção, que é a mensagem interpretativa, recebida e interpretada pelo leitor, conforme o seu referencial cultural. Essa interpretação se renova a cada leitura, trazendo um novo significado, uma nova visão, um novo sentido. Por isso que a poesia se renova a cada leitura!"

Poesia e música

Além de poeta, Mauro também se dedica a outras dimensões criativas, a exemplo da música. “Continuo na produção de poesias, concomitantemente com o trabalho e com uma banda de rock que formamos aqui com amigos (a Audiocast), por hobby e paixão pela música! Quando me aposentar, com certeza dedicarei boa parte do meu tempo para publicar os livros restantes e continuar a escrever poesia, até findos os meus dias. Creio que, sem querer, podemos ajudar alguém que, de alguma forma, um dia, identifique-se com um poema que escrevemos e que ele então lhe traga um sorriso, uma lágrima de felicidade e um novo sentido e significado à sua vida!”

Para conversar diretamente com o poeta Mauro de Aguiar, entre em contato pelo e-mail: mauroaguiar.2015@gmail.com.

*Laís Costa, da assessoria