A ANAJUSTRA agora é ANAJUSTRA FEDERAL. Entenda.


Exposição do TST homenageia mulheres que marcaram a história

 07/05/2020    0    0    806  

Visite virtualmente a mostra "8 de março: a Força e a Relevância do Trabalho da Mulher”.

A exposição "8 de março: a Força e a Relevância do Trabalho da Mulher”, que teve as visitações interrompidas após a suspensão das atividades presenciais nas dependências do Tribunal Superior do Trabalho, em razão da pandemia do coronavírus, pode agora ser visitada virtualmente neste link.

Na mostra, os visitantes podem saber mais sobre a luta feminina por melhores condições de trabalho e de igualdade no acesso às vagas no mercado profissional, além de ver os nomes de mulheres reconhecidas nacional e mundialmente por sua luta em áreas como música, literatura, artes, economia e política.

Personalidades

Entre as várias mulheres citadas está Armanda Álvaro Alberto, que lutava pela educação pública de qualidade por volta de 1879 e se tornou a primeira presidente da União Feminina do Brasil. Outra personalidade lembrada na exposição é Alzira Soriano, primeira mulher da América Latina a ser eleita para um cargo do Poder Executivo, em 1928, quando as mulheres sequer tinham direito ao voto. Rita Lobato Freitas, outra homenageada, foi a primeira mulher a conquistar o diploma de Medicina no Brasil. 

A mostra revela ainda que as mulheres se reuniram de forma organizada na Rússia Czarista para protestar por melhores condições de vida e pelo fim da Primeira Guerra Mundial, evento feminino que ocorreu no dia 8 de março de 1917. A data, posteriormente, foi escolhida para o Dia Internacional da Mulher. Em vários países ocidentais, tornou-se habitual, nos anos seguintes, a mulher comemorar essa data específica.

TST

As mulheres que ocuparam ou ocupam cargo de ministra do TST também foram lembradas na mostra. Cnéa Cimini Moreira de Oliveira, indicada em 1990 pelo então presidente da República José Sarney foi a primeira mulher a assumir uma vaga no TST. Em 2011, a Ministra Rosa Maria Weber foi a primeira magistrada trabalhista e ministra do Tribunal Superior do Trabalho a se tornar ministra do Supremo Tribunal Federal. Em 2020, a ministra Maria Cristina Peduzzi se tornou a primeira mulher a assumir a Presidência da Corte, que conta mais quatro ministras em sua composição: Dora Maria da Costa, Kátia Magalhães Arruda, Delaíde Alves Miranda Arantes e Maria Helena Mallmann.

*Com informações do TST