Utilizamos cookies para melhorar sua experiência de navegação. Se você continuar no site, consideraremos que está de acordo com nossa política de Privacidade e de Cookies


"Woodstock em Porto Alegre": servidor do TRT4 lança livro sobre cena musical

 17/12/2019    0    0    552  

Rogério Ratner é escritor, cantor, compositor e vive na capital gaúcha.

Rogério Ratner, servidor do TRT4, acaba de lançar em versão impressa o livro intitulado “Woodstock em Porto Alegre”.

Ele utiliza a trajetória de Júlio Fürst (Mister Lee) como fio condutor, além de outros eventos que se inscreveram de forma fundamental na década de 1970, tais como as Rodas de Som do Teatro de Arena, o Musipuc, os shows coletivos e individuais realizados, procurando dar um panorama geral da cena musical e cultural daquela época.

Sobre Júlio Fürst

"O radialista Júlio Fürst, encarnando o personagem ‘Mister Lee’ nos anos de 1975/1976, no programa que apresentava na Rádio Continental AM, passou a abrir espaço aos talentos locais, que em sua grande maioria eram desconhecidos do público, permitindo que os estúdios da própria emissora fossem utilizados pelos músicos para fazerem as gravações de suas canções. As músicas assim gravadas, após serem rodadas no programa de Júlio (Mister Lee), aos poucos também passaram a ser executadas na programação geral da emissora, com enorme sucesso junto ao público portoalegrense e gaúcho."

Posteriormente, de acordo com Rogério, Júlio organizou os míticos concertos coletivos "Vivendo a Vida de Lee", reunindo inúmeros artistas, grupos e bandas, que foram ovacionados por milhares de animados fãs nas edições realizadas em Porto Alegre, em cidades do interior do Rio Grande do Sul e em Curitiba (PR).

"As iniciativas de Júlio Fürst representaram marcos fundamentais para a história da música popular urbana feita em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul, especialmente no que diz respeito à MPB gaúcha e ao Rock Gaúcho", diz.

Para o escritor, "houve um antes e um depois do ‘Mister Lee’ na história da música local, que nunca mais foi a mesma, alcançando um incremento vertiginoso desde então".

MPG

"É assim que se consagraram junto ao público naquela época cantores, compositores, grupos e bandas, tais como Kleiton e Kledir, Bebeto Alves, Zé Flávio, Cláudio Levitan, Fernando Pesão, além de artistas solo como Nelson Coelho de Castro e Hermes Aquino, edificando a 'Nova Música do Sul'. Era um verdadeiro movimento musical que culminou na formatação da MPG (sigla que mais tarde passou a ser utilizada como referência para denominar a MPB gaúcha) e do Rock Gaúcho, em proporções jamais vistas anteriormente, nos anos próximos vindouros."

Adquira o livro

O livro impresso pode ser adquirido ao custo de R$ 50,00, que será acrescido do valor do frete/postagem. As encomendas são feitas mediante o envio de mensagens pelos interessados ao e-mail: rrkrecords@yahoo.com.

O livro também pode ser adquirido em sua versão digital (E-book) na Amazon, ao preço de R$12,30.

Na Amazon também está disponível outro livro escrito pelo autor enfocando a música feita no Rio Grande do Sul, sob o título “Música do RS: ontem e hoje”, ao preço de R$12,30.

Sobre o autor

Rogério Ratner é natural de Porto Alegre. Iniciou sua carreira musical em 1984. Tem três CD’s lançados contendo composições próprias, além de parcerias em que criou melodias em torno de letras de autoria de outros escritores.

O servidor também produziu e apresentou o programa “Paralelo 30” na radioweb “Buzina do Gasômetro”, e edita o blog Bandas do Rock Gaúcho Forever.